ASSOCIAÇÃO BATISTA DOS LENÇÓIS MARANHENSES

Pr. Euclides Caminha Neto

Presidente da ABALEM

 

 

 

 

PALAVRA DO PRESIDENTE

O TRABALHO EM EQUIPE GERA “UNIDADE” – Gn 11:1-9

A palavra de Deus diz que não há limites para uma unidade consagrada e um propósito apaixonado. E o SENHOR disse: Eis que o povo é um, e todos têm a mesma linguagem. Isto é apenas o começo; agora não haverá restrição para tudo que intentam fazer.” Gn. 11:6

Quando temos a mesma linguagem e somos um em um propósito, Deus mesmo diz que não haverá restrição para tudo que intentarmos fazer.

A nossa Região dos Lençóis Maranhenses, ainda é vista por muitos como, uma região carente do amor de Deus, de difícil locomoção de uma Cidade para outra, bem como, para alguns povoados.

Como se não bastasse, ainda vemos algumas Seitas, se proliferando em nossa Região, fazendo grandes investimentos em suas literaturas, e pessoas bem treinadas para tal êxito em difundir suas crenças.

Dai, venho convidar a Igreja do Senhor Jesus, nos Lençóis, como Povo Batista, a estarmos cada vez mais unidos, conhecendo e apoiando as necessidades do outro, não vivendo no isolamento, mas procurando expandir nossos laços fraternais.

Ser um povo unido num só propósito não é algo simples de ser alcançado. Paulo mostra aos Filipenses que tal unidade é fruto de um processo. Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos e misericórdias, completai a minha alegria, de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento.” Fp. 2:1-2

– Exortação em Cristo (preocupação com a vida ética do outro)

– Consolação de amor (há um sentimento de ajuda para com o outro)

– Comunhão do Espírito (existem laços espirituais que os une – fé, batismo, Espírito)

– Entranhados afetos e misericórdias (há uma relação maior de afeto)

– O que falta segundo Paulo? Unidade – Pensar a mesma coisa, terem o mesmo amor, serem unidos de alma, possuírem o mesmo sentimento.

Quando há unidade – não há partidarismo, não há soberba (Fp 2:3-4) – não trabalhamos pensando em nós ou em um indivíduo – pensamos no bem de todos, da maioria, do corpo.

Concluo minhas Palavras, com uma linda reflexão, que li anos atrás:

Os gansos

Quando você vê gansos voando em “V”, pode ficar curioso quanto às razões pelas quais eles escolhem voar desta forma. Os cientistas analisaram e fizeram as seguintes descobertas:

1º fato – À medida que cada ave bate suas asas, ela cria uma sustentação para a ave seguinte. Voando em formação “V”, o grupo inteiro consegue voar pelo menos 70% a mais do que se cada ave voasse isoladamente.

Quando pessoas que compartilham de um mesmo sonho e uma mesma direção andam juntas elas chegam mais rápido por que juntas elas produzem um ambiente positivo de fé.

2º fato– Sempre que um ganso sai fora formação e imediatamente sente o peso de voar só, rapidamente ele retorna à formação.

Sabemos que há segurança no grupo e na comunhão e poderemos viver a vida cristã mais facilmente se o fizermos na formação do grupo.

3º fato– Quando o ganso líder se cansa ele reveza, indo para a traseira do “V”, enquanto outro toma a dianteira.

Quando temos de fazer um trabalho árduo também necessitamos de revezamento. O grupo só vai avançar se todos se revezarem pelo encargo da palavra e da reunião.

4º fato – Os gansos que vão atrás na formação grasnam o tempo todo para que aqueles que estão à frente mantenha o ritmo e a velocidade.

É um fato da vida que todos necessitamos de estímulo, elogio e apoio para avançarmos em nosso trabalho.

5º fato – Quando um ganso adoece ou se fere e deixa o grupo, dois outros gansos saem da formação e o seguem para ajudar a protegê-lo. O acompanham até a solução do problema e então reiniciam a jornada no seu grupo original ou se juntam a um novo grupo.

O grupo é um lugar de solidariedade e compromisso mútuo. Não podemos abandonar o nosso irmão quando está em lutas e dificuldades.